MUNDO - RÚSSIA E VIZINHOS OCIDENTAIS


Resumo da região, disponível em breve.

- Outras informações sobre a RÚSSIA E VIZINHOS OCIDENTAIS

Escolha um destino...

Bielo-Rússia
Independente desde 1991, altura em que a antiga União Soviética de desfez. Já antes era conhecida por este nome, ou como "Rússia branca". O seu território foi disputado pela Rússia, Polónia e Lituânia. Foi ocupada pelos alemães na 2ª Guerra Mundial. Nessa altura os judeus desta região foram exterminados. Há diferenças étnicas importantes em relação aos países vizinhos. As pessoas falam russo e usam o rublo como moeda. "Pripet" é o maior pântano da Europa. Chove muito no Verão e neva no Inverno. Vive-se da agricultura e de antigas indústrias. Os caminhos de ferro são de grande importância para o país. Importam muita matéria prima e combustível da Rússia. Este país foi muito afectado pelo desastre de Chernobyl (1986) que aconteceu na Ucrânia e ainda sofrem com os efeitos da radiação.
Bulgária
Este povo existe desde o Séc.V. O país foi ocupado pelos turcos durante 500 anos. É um país basicamente agrícola. Há no entanto alguma indústria, nomeadamente de software. Está entre a Europa e a Ásia Menor. A partir de 1946 passaram a ter um regime comunista. Dependeram muito da União Soviética. Boas estâncias de Verão no Mar Negro. No Inverno o atractivo para o turismo é o sky.
Estónia
Junto ao Litoral Báltico. Há vestígios de habitantes nesta região, com mais de 5000 anos. Estiveram subjugados por países vizinhos, mas mantiveram uma cultura própria. Independente da Rússia em 1918, para voltar a estar sob o seu domínio em 1940. Depois ficou novamente independente em 1991. Muitos imigrantes russos. Muitas ilhas, lagos, florestas e pântanos. Economia muito focada na agricultura, nas florestas e nos bens de consumo. Na capital há um grande porto de pesca.
Letónia
Foi independente de 1918 a 1940 e depois, em 1991, separou-se da Rússia. Na capital há um porto medieval que tem sido desde sempre um dos pontos de entrada na Rússia. Dois quintos do país tem floresta. O gado é a principal fonte de economia. Paisagens muito bonitas, com montanhas, planícies e mais de 3000 lagos. Mais de metade da população é russa. Há alguns problemas étnicos.
Lituânia
É o mais populoso Estado do Báltico. Também é o menos desenvolvido. A costa é arenosa e plana. O território chegou a incluir terras que hoje são da Rússia e Ucrânia. Passou para as mãos da Rússia no Séc.XVIII. Foi independente de 1918 a 1940 e depois, a partir de 1991. O país tem poucos recursos naturais. Não há grandes tensões étnicas, como é o caso da Letónia, porque não houve uma grande quantidade de imigrantes russos durante os anos de ocupação. Vivem basicamente da agricultura e do gado.
Moldávia
Foi parte integrante da Roménia. Em 1940 foi integrada na União Soviética. Independente desde 1991. A região de Dniestre (maioritariamente russos) e de Gagauz (maioritariamente descendentes de turcos) têm um estatuto especial que lhes dá muita autonomia. Vivem sobretudo da agricultura (beterraba, tabaco, etc.) mas os métodos de cultivo são muito tradicionais e por isso pouco competitivos. Bons vinhos. A capital foi destruída em 1944 e entretanto tem vindo a ser reconstruída. O rio Danúbio é uma saída marítima importante para o país.
Roménia
Forte influencias eslavas, turcas e de outros povos vizinhos. Independentes desde 1878. a Moldávia, a Valáquia e depois da 1ª Guerra Mundial, também a Transilvânia, foram territórios que pertenceram à Roménia. A Transilvânia é um planalto triangular que inclui os montes Cárpatos (cordilheira circular, com o ponto mais alto a 2.663 metros e que vale por si só uma visita). Muito frio no Inverno e calor no Verão. Boa agricultura. Central hidroeléctrica (Portas de Ferro do Danúbio) feita em conjunto com a antiga Jugoslávia. Regime comunista depois de 1945. Forte esforço de desenvolvimento industrial (ferro, aço e químicos), liderado por Nicolau Ceausescu, que "atropelou" algumas tradições e afectou negativamente a economia do país. Os meios aplicados nestas indústrias eram desadequados. A capital é vista como "Paris da Europa Ocidental". A parte antiga da cidade ainda mantém alguns traços de tradição. Mas a maior parte já foi completamente modernizada sem observar a herança do passado. Vida selvagem no delta do rio Danúbio.
Rússia
É um território enorme (1/9 da terra), maioritariamente de planície, com apenas algumas montanhas. Grande parte do país está quase sempre coberto de gelo. O Inverno é muito rigoroso (-50ºC) e o Verão pode ser muito quente. As amplitudes térmicas não são tão duras junto ao Mar Negro e nas zonas sob influência do Atlântico. No Norte a pouca vegetação existente é rasteira e só aparece no verão, com o degelo superficial. No Sul há florestas de coníferas e estepe. Há agricultura nas regiões a Oeste dos Urales, junto a Moscovo e entre o Mar Vermelho e o Cáucaso. Moscovo é a capital e é também onde tudo se passa. Foi em tempos invadida pelos Vikings (Séc.IX). O país foi muito penalizado pela 2ª Guerra Mundial (20 milhões de mortos). A Rússia sempre tentou conquistar novos territórios, procurando acessos ao mar. Vários países foram ocupados e passaram a pertencer à União Soviética. Embora já não tenha a força que teve em tempos, pela dimensão, influência e poder nuclear, ainda é um dos países mais poderosos do Mundo. A tecnologia que utiliza está agora obsoleta. Mas ainda faz muita pesquisa espacial. Também o poder militar convencional sofreu os efeitos da depressão que o país passa. Mas ainda assim é impressionante a capacidade de mobilização bélica. Durante o período do regime marxista-leninista (depois de 1917) foi feito um grande esforço de industrialização. A região mais rica é a Oeste dos Urales. Para Leste e no Norte as distâncias entre povoações são enormes. Há minérios e petróleo na Sibéria (a Leste dos Urales). No Oeste há cidades e mosteiros antigos muito bonitos. Por exemplo, em Sampetersburgo (já foi capital). Há problemas com alguns territórios ocupados como a Chechénia. Os rios, sobretudo o Volga, estão bastante poluídos.
Ucrânia
O nome significa "Terra de fronteira" e vem do tempo em que era a fronteira entre a Rússia, a Polónia e o Império Otomano. Tem muito carvão e outros recursos. Pelo acesso que representa para o Mar Vermelho, o país tem sido disputado por outros. De 1653 a 1991 pertenceu à união Soviética. Foi considerado como o "Celeiro da Rússia". Tem indústria. Explora campos de carbono na bacia do Donets (Leste). A costa, junto ao Mar Negro, sobretudo na Crimeia, é muito turística. Desportos náuticos e praias. Esta é uma zona fresca. No interior os Invernos são muito frios e os Verões muito quentes. A influencia da Rússia é bem notada. Tem havido grandes discussões em torno da herança deixada pela antiga União Soviética (armas nucleares, frota no Mar Negro, etc.) e também sobre a utilização do território pelo exercito russo e sobre o território da Crimeia. Mas desde 1997 que as coisas estão mais calmas. O país foi bastante afectado pela 2ª Guerra Mundial, sobretudo Kiev (completamente arrasada) e as indústrias da região de Donets. Morreram 200.000 pessoas. Chernobyl foi a central que em 1986 registou a maior catástrofe nuclear da história. A radioactividade causou danos irreversíveis nas pessoas e na economia do país.