MUNDO - MÉDIO ORIENTE E GOLFO PÉRSICO


Região maioritariamente árida ou semiárida com grande extensão de deserto. Deserto a Norte na Síria e Península Arábica. Alguma floresta e agricultura junto ao Mediterrâneo e Turquia. Alguma agricultura de regadio na Turquia, Síria e Iraque, junto aos rios Tigre e Eufrates.

- Outras informações sobre o MÉDIO ORIENTE E GOLFO PÉRSICO

Escolha um destino...

Arábia Saudita
Planalto (3000 metros) inclinado de Sudoeste para Nordeste que é a Península Arábica. Alguma chuva nas terras altas. Interior e Nordeste desértico com alguns oásis. O país foi formado como resultado das sucessivas guerras entre tribos no período de 1902 a 1924. Era um país pobre até à descoberta de petróleo cuja exploração se veio a desenvolver após a 2ª Guerra Mundial. As principais explorações são no Nordeste, junto a Ad-Damman, região fortemente urbanizada. Fazem-se tradicionalmente peregrinações a Meca, onde nasceu o profeta Maomé e também a Medina, a segunda cidade Santa do Islamismo. A capital real é em Riade, embora Jeddah seja a capital administrativa. Bom sistema de saúde e educativo e economia forte, embora o país dependa fortemente dos preços do petróleo.
Barém
Independente desde 1971. Exploração de petróleo é a principal fonte de rendimento. Quase toda a população vive nas cidades. A água vem praticamente toda da dessalinização da água do mar.
Emirados Árabes Unidos
Desérticos com alguns oásis. Em tempos foi uma região que vivia da pirataria e posteriormente da apanha de pérolas, pesca e comercio de especiarias. Existe como país desde 1971. Exportação de petróleo e gás natural. É um país muito rico. A água vem praticamente toda da dessalinização da água do mar.
Iémen
Quase todo o país é desértico, excepto junto às zonas de montanha (até 3760 metros). Resulta da união do Iémen do Norte com o Iémen do Sul, que eram dois países distintos. Localização estratégica, à entrada do Mar Vermelho.
Iraque
Aqui nasceram das mais antigas civilizações (5000AC). Há bons exemplos de vestígios destes tempos na Babilónia e Nínive. Entre os rios Tigre e Eufrates. Independente desde 1932. Desértico com culturas de arroz, trigo e legumes nos terrenos junto aos rios. Exploração de petróleo. Desenvolvimento atrasado pela guerra contra o Irão, liderado pelo ditador Saddam Hussein. O mesmo que liderou a invasão do Kuwait e que resultou no início da sua própria sentença com a derrota naquela que ficou conhecida como a Guerra do Golfo. Os EUA acabaram finalmente com a tirania de Saddam com a guerra "relâmpago" e fortemente tecnológica, que ficou conhecida como a operação "tempestade no deserto". O país ficou fortemente afectado pelos combates e o problema está longe de ser resolvido, na medida em que ainda há fortes focos de resistência e acções terroristas diariamente.
Israel
A capital, Jerusalém, pelo seu significado religioso, é reivindicado por Judeus, Cristãos e Muçulmanos, o que causa graves problemas políticos. E foi exactamente este local que os Israelitas escolheram para capital do país. No entanto a ONU não o reconhece e por isso quase todas as embaixadas estão em Telavive. O estado Judaico foi criado em 1948 em território da antiga Palestina e isso tem levado Israel à guerra com os países circundantes e é motivo de frequentes ataques terroristas. Agricultura e alguma chuva no Norte. Deserto no Sul. Exportação de produtos agrícolas como as laranjas. Industria e comercio. Fortes em algumas tecnologias de ponta. Turismo maioritariamente motivado pelos aspectos religiosos. Em Agosto de 2005 Israel abandonou os colonatos da Faixa de Gaza, o que será um passo importante para os acordos de paz na região.
Jordânia
Independente desde 1946. Conflito Israelo-Árabe (1948-1949). Margem Ocidental é administrada por Israel desde 1967. Desértico e semidesértico. Pouca água e terreno cultivável. Fosfato, serviços financeiros e comercio. Turismo motivado por aspectos religiosos, castelos dos Séc.XI-XIII (tempos das cruzadas) e pela antiga cidade de Petra (1000AC) que pode ser vista no meio dos rochedos. A capital aloja 1/3 da população.
Kuwait
Desértico. Com alguns pedaços cultiváveis. Exportação de petróleo. Localização estratégica. Ocupado pelo Iraque em 1990, invasão esta que foi terminada por uma coligação de países com suporte da ONU. Na retirada o Iraque deixou para trás a destruição quase completa dos poços de petróleo. O país continua a sua recuperação a bom ritmo.
Líbano
Montanhas (até 3.087 metros). Terrenos férteis e bem irrigados. As antigas rotas de comercio que vinham do Mediterrâneo e iam para Oriente, passavam por aqui. Fenícios (Séc.XIV-IX AC). Independência recente (anos 40). Foi em tempos o Estado mais desenvolvido do Médio Oriente. Parte do território foi ocupado por Israel e pela Síria e houve várias guerras civis entre Cristãos e Muçulmanos.
Omã
Controlo da entrada do Golfo Pérsico. A capital foi território Português em 1507. Montanhas no interior a Norte. Alguma agricultura a Sul. Desértico de forma geral. Independente desde 1971.
Qatar
Independente desde 1971. Antigamente as actividades económicas eram a apanha de pérolas, pesca e criação de camelos. Exploração de petróleo e gás natural. Indústria petroquímica e aço. É um dos países mais ricos do Mundo.
Síria
Clima mediterrânico a Ocidente. Agricultura junto ao rio Eufrates. Palmira é um bom exemplo de ruínas que marcam a presença de civilizações antigas. Alepo e Damasco são cidades muito antigas. Produção de trigo, fruta e algodão. Alguma indústria. Exploração de petróleo. Independente desde 1946. Desenvolvimento condicionado pelo conflito com Israel e outros países vizinhos, bem como, pelas sanções Internacionais impostas por causa do apoio a acções terroristas. O país poderá vir a ser afectado pelas barragens Turcas, construídas no Eufrates.
Turquia
A capital, Istambul, foi em tempos Constantinopla. Foi centro do Império Bizantino (330DC). Constantinopla foi conquistada pelos Otomanos (1453) que no Séc.XVI tinham um território que ia do Danúbio ao Golfo Pérsico. Clima mediterrânico com herdades no Oeste e Sul. O planalto da Anatólia é mais seco e árido e aí se cultivam cereais. A Leste há montanhas (até 5000 metros) onde nascem o Tigre e o Eufrates. Energia hidroeléctrica. Algodão, tabaco, minério, indústria (em Ankara, Istambul, Esmirna e Adana). Turismo relacionado com o património e a beleza do litoral. O país mudou muito depois da 1ª Guerra Mundial com as alterações introduzidas por Kemal Ataturk e que criaram alguns problemas com fundamentalistas islâmicos. Algumas ilhas do mar Egeu são disputadas entre a Turquia e a Grécia. Há tensões em relação ao Chipre e também em relação à utilização dos rios Eufrates e Tigre, que é por algumas pessoas visto como conflituante com os interesses do Iraque e Síria. Outra fonte de instabilidade são os movimentos separatistas dos Curdos.